fbpx
Acesse o Portal do Aluno

[Correio Braziliense] Você sabia que a primeira escola a ser reconhecida internacionalmente em uma Maker Faire é de Brasília?

Poderia ser um dia normal numa escola tradicional. Mas na primeira aula, os alunos estão aprendendo matemática enquanto fazem um bolo de cenoura, colocando 4 porções de 50ml em uma receita que pede 200ml de leite. Na segunda, descobrem como é produzido o algodão utilizado no boneco que estão confeccionando e qual o seu impacto na natureza. É assim que uma nova geração de crianças está rompendo os limites do ensino tradicional e descobrindo formas de aprendizado diferentes para esse novo mundo.

Vivemos em um contexto de tsunami informacional e de mudanças constantes. Para desenvolver o processo criativo e conseguir acompanhar a vida e o mercado de trabalho no século XXI, é necessário ter criatividade para buscar soluções, empreender e criar o próprio espaço.

Esse é um dos objetivos da metodologia Maker utilizada pela Avidus School. A escola busca contribuir na formação integral, muito além de apenas instruir os futuros cidadãos. “Queremos que nossos alunos sejam capazes de se inserir no mundo globalizado e achar seu espaço, comunicar-se com pessoas e entender que eles são parte de uma realidade muito maior. Uma realidade que tem, lógico, os níveis local, nacional, mas sem esquecer do global. Eles precisam estar preparados para o futuro, seja qual ele for”, explica Ivna Rolim, Diretora de Inovação e Qualidade do Grupo Eklod Educação.

Voltar